• beatrizbenezra

Dados e sua relação com o “Comportamento Inteligente” das organizações

Atualizado: Jan 16




O conceito “comportamento inteligente” categoriza pessoas e grupos que apresentam um comportamento diferenciado. O comportamento destas pessoas ou grupos se destaca por responder em forma rápida e assertiva a diferentes estímulos ou por transitar e agir com propriedade em ambientes de alta complexidade. Outra característica associada a estes indivíduos é a sua facilidade para absorver, criar e aplicar conhecimento em diferentes áreas de expertise, gerando resultados notáveis. Este comportamento é altamente valorizado dentro do seu contexto físico e temporal de atuação.

Na abordagem aplicada às organizações, o conceito “Organizações Inteligentes” elenca diferentes elementos organizacionais associados à produção e uso de conhecimento que evidenciam algumas características comportamentais das organizações vinculadas à obtenção de seus objetivos. Em particular, nas chamadas Organizações com Cultura Orientada a Dados, os dados são recursos para a produção de conhecimento.

Embora a Cultura Orientada a Dados seja amplamente adotada pelas organizações como uma forma de apoio à tomada de decisão, existe um potencial maior nos dados que pode ser explorado na descoberta de insights e novo conhecimento. Este potencial existente nos dados quando aplicado em prol dos objetivos organizacionais, imprime um comportamento organizacional diferenciado que caracteriza as chamadas “Organizações Inteligentes”.

Organizações Orientadas a Dados com comportamento Inteligente tem a capacidade de reunir, gerar e disponibilizar informação para construir o conhecimento que lhes fornece subsídios para um comportamento diferenciado. Elas apresentam resultados melhores do que as que usam seus dados apenas como forma de apoio à tomada de decisão. Diversas pesquisas já constatam essa afirmação.

Formas mais complexas de análise de dados, como a mineração de dados, podem ser aplicadas no processo de descoberta de conhecimento. A mineração de dados é baseada em algoritmos de aprendizado de máquina. Ela converte a análise de dados em um processo evolutivo de complexidade crescente. Na medida que este nível de complexidade aumenta também aumenta o valor que os dados imprimem ao desenvolvimento de um comportamento organizacional diferenciado, ou seja inteligente.



As figuras a seguir apresentam os resultados da pesquisa que relaciona diferentes resultados organizacionais com o nível de complexidade aplicada na Análise de Dados. Esta pesquisa está publicada em: D. Kiron,R. B. Ferguson, P. K. Prentice, “From value to Vision, reimagining the possible with Data Analytics”, MITSloan Management Review, Research Report, 2013, 22p. Tradução realizada pela autora.







Posts Relacionados

Ver tudo